1. FILTRO DE AR DO MOTOR

A CADA TROCA DE ÓLEO, O FILTRO DE AR DEVE SER CHECADO. SE A PEÇA ESTIVER ESCURA E SUJA, A SUBSTITUIÇÃO DEVE SER REALIZADA PARA QUE O VEÍCULO MANTENHA UM BOM DESEMPENHO E CONTROLE O NÍVEL DE EMISSÕES DE POLUENTES.

2. FILTRO COMBUSTÍVEL:

DEVE SER SUBSTITUÍDO DE ACORDO COM O MANUAL, NO MÍNIMO A CADA 15.000 KM. SE A TROCA NÃO FOR REALIZADA NO PERÍODO DETERMINADO, A BOMBA DE COMBUSTÍVEL PODE SER DANIFICADA. MANTENHA NO MÍNIMO ¼ DE COMBUSTÍVEL NO TANQUE PARA EVITAR DANOS À BOMBA DE COMBUSTÍVEL.

3. ÓLEO DO MOTOR E FILTRO DE ÓLEO:

1. EXAMINAR E MANTER O ÓLEO LUBRIFICANTE NO NÍVEL E SUBSTITUIR DENTRO DO ESPECIFICADO PELO FABRICANTE. NOS VEÍCULOS QUE RODAM POUCO, DEVERÁ TROCAR O ÓLEO E FILTRO A CADA 6 MESES. A CADA TROCA É NORMAL QUE O VEÍCULO CONSUMA 1 LITRO DE ÓLEO. RECOMENDA-SE QUE O FILTRO DE ÓLEO SEJA TROCADO A CADA TROCA DE ÓLEO, POIS AS IMPUREZAS E RESÍDUOS FICAM RETIDOS NO FILTRO.

4. FILTRO DE CABINE / AR CONDICIONADO:

TROQUE O FILTRO ANUALMENTE E REALIZE A HIGIENIZAÇÃO SE SENTIR ODOR OU AR CONTAMINADO. SE O AR CONDICIONADO NÃO ESTIVER ESFRIANDO COMO DE HÁBITO, PODE ESTAR FALTANDO GÁS NO SISTEMA.

5. TUBOS E MANGUEIRAS:

ÁGUA E ÓLEO CIRCULAM POR GALERIAS E TUBULAÇÕES DO MOTOR, AS MANGUEIRAS DEVEM SER TROCADAS NO CASO DE VAZAMENTOS, RESSECAMENTOS, ENRIJECIMENTOS, RACHADURAS OU ENDURECIMENTO, PODENDO CAUSAR ASSIM, VAZAMENTOS, RUPTURAS E GRANDES DANOS AO MOTOR.

6. AR QUENTE:

NOS VEÍCULOS EQUIPADOS COM AR QUENTE, LIGAR O SISTEMA PELO MENOS UMA VEZ POR MÊS, MESMO QUE ESTEJA CALOR, PARA CIRCULAR O LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO, EVITADO ASSIM, NA HORA DA TROCA DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO, VAZAMENTOS EMBAIXO DO PAINEL DO VEÍCULO, DEVIDO À CORROSÃO DO RADIADOR DO AR QUENTE.

7. ILUMINAÇÃO E SINALIZAÇÃO:

A TROCA DAS LÂMPADAS DEVE SER FEITA SEMPRE AOS PARES, PARA OS FARÓIS ILUMINAREM DE MANEIRA UNIFORME. OS FACHOS DEVEM SER REGULADOS PARA PERMITIR VISUALIZAR PLACAS DE SINALIZAÇÃO SEM PREJUDICAR QUEM TRAFEGA NO SENTIDO CONTRÁRIO.

8. FREIOS:

EXAMINAR A ALTURA DE PEDAIS, O NÍVEL DE ÓLEO NO RESERVATÓRIO, RUÍDOS OU RASPADOS DE LONA E PASTILHA. AS PASTILHAS E LONAS DE FREIO PRECISAM SER TROCADAS CONFORME A QUILOMETRAGEM ESTIPULADA NO MANUAL TROQUE AS PASTILHAS ANTES QUE ELAS DANIFIQUEM O DISCO. ÓLEO DE FREIO É UM LUBRIFICANTE, E PORTANTO TEM VIDA ÚTIL, É NECESSÁRIO REALIZAR A TROCA PELO MENOS UMA VEZ POR ANO OU A CADA 30.000 KM, PARA SUA SEGURANÇA

9. EXAUSTÃO/ESCAPAMENTO:

VERIFIQUE SE HÁ VAZAMENTOS, PODRES, DANOS, SUPORTES QUEBRADOS OU NÍVEL SONORO ESTRANHO NO ESCAPAMENTO, VAZAMENTOS NESSE SISTEMA DEVEM SER CORRIGIDOS RAPIDAMENTE.

10. SUSPENSÃO:

VERIFIQUE PERIODICAMENTE A AÇÃO DOS AMORTECEDORES E MOLA. INSPECIONE AS BANDEJAS, BRAÇOS, PIVÔS, BUCHAS, MOLEJOS, BARRA ESTABILIZADORA E BIELETAS GASTAS OU COM FOLGA.

11. PNEUS E RODA:

VERIFICAR E CALIBRAR OS PNEUS CONFORME O MANUAL. OS PNEUS E O ESTEPE DEVEM ESTAR EM BOAS CONDIÇÕES DE USO. O RODÍZIO DE PNEUS DEVE SER FEITO A CADA 10.000 KM RODADOS, GARANTINDO MAIS ECONOMIA E UMA VIDA ÚTIL MAIOR. AO FAZER O RODÍZIO, É IMPORTANTE BALANCEAR E ALINHAR AS RODAS PARA EVITAR O DESGASTE PREMATURO. EX.: LIMITE DO DESGASTE ATRAVÉS DO TWI.

12. BATERIA E CABOS:

SUAS CONEXÕES DEVEM ESTAR LIMPAS, BEM APERTADAS E SEM SINAL DE CORROSÃO, POIS PODEM INTERFERIR NO SISTEMA DE INJEÇÃO. SE ELA TIVER TRÊS ANOS OU MAIS, DEVE SER TESTADA E TROCADA CASO NECESSÁRIO. REVISAR PERIODICAMENTE O SISTEMA ELÉTRICO DO VEÍCULO (ALTERNADOR, MOTOR DE PARTIDA, REGULADOR DE TENSÃO, CABOS E TERMINAIS).

13. ARREFECIMENTO:

VERIFICAR O NÍVEL DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO, COMPOSTO DE ETILENO GLICOL QUE TEM NA FUNÇÃO ANTI FERRUGEM, ANTI CONGELANTE E ANTI FERVURA, NO PERCENTUAL DE ATÉ 40%, NESTES SISTEMAS O ELETRO VENTILADOR É ACIONADO COM 98ºC.

14. CORREIAS:

EXAMINAR PERIODICAMENTE O ESTADO DE CONSERVAÇÃO DAS CORREIAS, EVITA TRANSTORNOS E GASTOS DESNECESSÁRIOS COM MANUTENÇÃO. A CORREIA DENTADA DEVE SER TROCADA A CADA 60.000 KM, ATENTE PARA AS POLIAS E TENSIONADORES, TROCÁ-LOS JUNTO COM AS CORREIAS.

15. EMBREAGEM:

EMBREAGEM REGULADA E EM PERFEITO FUNCIONAMENTO, GARANTE A TROCA DE MARCHA EFICIENTE E O PERFEITO FUNCIONAMENTO DA CAIXA DE CÂMBIO, SEM DANIFICÁ-LA. COM O PEDAL PESADO, O GIRO DO MOTOR SOBE E O VEÍCULO NÃO DESENVOLVE, SERÁ NECESSÁRIO TROCAR A EMBREAGEM.

16. DIREÇÃO HIDRÁULICA:

VERIFIQUE SEMPRE O FLUÍDO DA DIREÇÃO E SE CONSTATAR QUE O NÍVEL ESTÁ BAIXO É PORQUE EXISTE VAZAMENTO. TROCAR O ÓLEO DA DIREÇÃO NO MÍNIMO A CADA 2 ANOS OU 50.000 KM.

17. CLIMATIZAÇÃO:

O AR CONDICIONADO E/OU AQUECIMENTO SÃO SISTEMAS DE CONFORTO E SEGURANÇA. CASO PERCEBA FALTA DE EFICIÊNCIA, LEVE O VEÍCULO À OFICINA.

18. COMBUSTÍVEL:

OS VEÍCULOS QUE RODAM POUCOS KM POR MÊS DEVEM MANTER O COMBUSTÍVEL EM NÍVEL MÍNIMO E UTILIZAR COMBUSTÍVEL ADITIVADO, POIS O COMBUSTÍVEL PARADO NO TANQUE DETERIORA E PERDE O PODER DE COMBUSTÃO, CONTAMINANDO TODO O SISTEMA DE INJEÇÃO CAUSANDO DANOS.

19. COIFAS INTERNAS E EXTERNAS:

VERIFICAR SE NÃO ESTÁ RASGADA, RACHADA OU COM VAZAMENTO DE GRAXA POIS DESTA FORMA AS JUNTAS HOMOCINÉTICAS SERÃO DANIFICADAS POR FALTA DE LUBRIFICAÇÃO.

20. PINTURA/POLIMENTO:

PARA CONSERVAR A PINTURA DO VEÍCULO, REALIZAR O POLIMENTO OU ESPELHAMENTO, PELO MENOS UMA VEZ AO ANO E ENCERÁ-LO A CADA 4 MESES. PARA PREVENIR MANCHAS NA PINTURA, NUNCA USE DETERGENTES CONVENCIONAIS. USE SHAMPOO NEUTRO ESPECÍFICO PARA LAVAR VEÍCULOS, SEMPRE LAVAR E ENCERAR O VEÍCULO NA SOMBRA PARA PROLONGAR A APARÊNCIA DA PINTURA. FAÇA POLIMENTO PELO MENOS UMA VEZ POR ANO PARA MANTER E PROTEGER A PINTURA.

21. TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA:

PARA TROCA DE FLUÍDO DA TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA É RECOMENDADO A TROCA COM EQUIPAMENTO QUE SUBSTITUI COMPLETAMENTE O FLUÍDO DA TRANSMISSÃO, DO CONVERSOR DE TORQUE E DO TROCADOR DE CALOR DA TRANSMISSÃO.

Serviços

Faça a revisão preventiva de seu veículo conosco, oferecemos: Geometria, Balanceamento, Cambagem, Caster, Óleo e Filtros, Freios, Embreagem, Suspensão, Caixa de Câmbio, Motor e Cabeçote, Ar Condicionado, Elétrica, Eletrônica Embarcada, Injeção Eletrônica, Funilaria e Pintura, Polimento, Espelhamento, Vitrificação